domingo, 22 de abril de 2012

Giba defende mais recursos para o esporte de Nova Erechim


Na sessão realizada na última sexta-feira, dia 20, o vereador Giba defendeu o Projeto de Lei 10/2012, que autoriza o poder executivo a investir em competições esportivas no município.
O projeto, de autoria do executivo, destina um valor de até R$ 80 mil para o ano de 2012. O valor vai viabilizar a realização de competições esportivas em Nova Erechim e  participações dos atletas em competições de outros municípios. Para o vereador Giba, o investimento não será apenas para o esporte. “O esporte proporciona saúde e integra a comunidade. Além disso, as comunidades do interior têm condições de arrecadar dinheiro com as competições realizadas”.
Giba também lembrou do esforço da atual administração em apoiar a prática do esporte. “Nova Erechim tem uma bonita história no esporte, inclusive com a participação do nosso município na primeira divisão do futsal catarinense. Esse incentivo da atual administração, busca dar continuidade nessa história”.

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

PT E PMDB FORMAM COMISSÕES

O PT e o PMDB de Nova Erechim começam, na semana que vem, uma série de reuniões entre comissões formadas nos partidos, para definir os candidatos para as eleições municipais deste ano. As comissões são formadas por quatro membros de cada partido. Tanto no PT como no PMDB, os presidentes dos partidos fazem parte das comissões. O atual prefeito municipal Volmir Pirovano e o atual vice prefeito, Romeu Frozza, também participam. O desejo de lideranças ligadas as duas siglas, é de que os partidos continuem juntos nas eleições de sete de outubro.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Sessões serão nas sextas

Nada interessante a proposta do calendário de sessões para o mês de março proposto pela mesa diretora da câmara de vereadores de Nova Erechim. Simplesmente chegou uma proposta no final da sessão desta segunda, dia 27, para mudar a sessão de segunda para sexta.

Fico triste porque percebo que não teve preocupação nenhuma com a população. Até agora estou esperando uma resposta convincente da mesa diretora.

Nos bastidores, comenta-se que a sessão foi mudada para beneficiar alguns parlamentares na questão de horárido de trabalho.

Como vereadores, precisamos da opinião do povo antes de tomar qualquer atitude. Acho que o povo merece ser mais ouvido. Ou não somos o Poder Legislativo, o poder do povo?